Lei Seca: Fiscalização será intensificada nas festividades de fim de ano em todo o estado

A operação Lei Seca, coordenada pelo Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), irá encerrar 2019 com uma trajetória de conquistas para a segurança no trânsito do estado. Além de o alto número de ações realizadas, a operação otimizou o equipamento utilizado nas fiscalizações e comemorou sete anos de implantação em Alagoas com grandes avanços.

Devido às festividades de fim de ano, as fiscalizações serão intensificadas em todo o estado. “É uma época de muitas confraternizações e que exige uma atuação ainda maior da nossa operação. Vamos proteger a família alagoana, para que todos possam comemorar o Natal e a chegada do novo ano em paz e com segurança”, afirma Emanuel Costa.

Para 2020, o objetivo é fortalecer ainda mais a operação a partir de uma atuação maior em diversas cidades do estado. “Pretendemos chegar em cidades de interior que ainda não tivemos a oportunidade de ir. Queremos reduzir os acidentes nesse interior e humanizar cada vez mais para que as pessoas tenham a percepção dos riscos do trânsito”, explica.

Costa ressalta a importância da parceria com as Superintendências Municipais de Transporte e Trânsito (SMTTs). “Vamos fazer convênio com a entrega do etilômetro e treinando os agentes das SMTTs para que eles façam ações educativas e de fiscalização naquele município. A ideia é fazer mais com menos, e, com isso, reduzir cada vez mais os acidentes e preservar mais vidas em nosso estado”, pontua.

Conquistas

Implantada no estado em 2012, as atividades da Lei n° 11.075, a Lei Seca, se intensificaram a partir dos últimos quatro anos. As ações de fiscalização alcançaram cidades do interior, e, em parceria com o desenvolvimento de atividades educativas, como palestras em empresas e instituições públicas e privadas, a operação teve papel decisivo para a queda no índice de flagrantes de alcoolemia e redução de acidentes e mortes no trânsito.

O diretor-presidente do Detran/AL, Adrualdo Catão, acredita que esse ano foi um período de muitos avanços na logística da operação. “Implantamos o talonário eletrônico e esse foi um ganho extremamente importante para o Detran de Alagoas. Saímos na frente na agilidade, na segurança jurídica e na transparência, pois, com a aquisição do equipamento, passamos a verificar a situação do veículo e do condutor em tempo real. Foi um benefício para a população alagoana, para os nossos agentes e para a segurança pública como um todo”, destaca o gestor.

Ainda esse ano, Alagoas sediou o VIII Fórum Nacional das Operações Lei Seca do Brasil e o coordenador estadual da operação, tenente Emanuel Costa, foi eleito, por unanimidade, presidente do Fórum que tem o objetivo de discutir as ações da Lei Seca através da mediação e padronização dos procedimentos operacionais. A partir dessa iniciativa que busca aproximar os coordenadores e entender as necessidades de cada estado, soluções serão elaboradas para aprimorar as atividades da operação em âmbito nacional.

O encontro reuniu coordenadores de 12 estados do país. Na oportunidade, eles acompanharam uma ação de fiscalização no estado, com o propósito de entender o funcionamento e a logística da ação de fiscalização em Alagoas, referência nacional em organização, humanização e eficácia.

Balanço Anual

De janeiro a novembro, foram realizadas 665 ações educativas e de fiscalização em todo o estado.  Ao todo, 41.881 veículos foram abordados e 46.915 testes de alcoolemia realizados. Mais de sete mil Autos de Infração de Trânsito (AITs) foram aplicados por diversas irregularidades.

Durante as fiscalizações do ano, 737 condutores se recusaram a fazer o teste, o que leva à autuação pelo Artigo 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e outros 169 foram presos em flagrante. 1.089 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas ao Detran/AL e 1.119 condutores apresentaram situação de alcoolemia. Outros 1.306 foram flagrados conduzindo veículo sem habilitação.

Intensificação

Devido às festividades de fim de ano, as fiscalizações serão intensificadas em todo o estado. “É uma época de muitas confraternizações e que exige uma atuação ainda maior da nossa operação. Vamos proteger a família alagoana, para que todos possam comemorar o natal e a chegada do novo ano em paz e com segurança”, afirma Emanuel Costa.

Para 2020, o objetivo é fortalecer ainda mais a operação a partir de uma atuação maior em diversas cidades do estado. “Pretendemos chegar em cidades de interior que ainda não tivemos a oportunidade de ir. Queremos reduzir os acidentes nesse interior e humanizar cada vez mais para que as pessoas tenham a percepção dos riscos do trânsito”, explica.

Costa ressalta a importância da parceria com as Superintendências Municipais de Transporte e Trânsito (SMTTs). “Vamos fazer convênio com a entrega do etilômetro e treinando os agentes das SMTTs para que eles façam ações educativas e de fiscalização naquele município. A ideia é fazer mais com menos, e, com isso, reduzir cada vez mais os acidentes e preservar mais vidas em nosso estado”, pontua.

Ascom – 27/12/2019

Fechar