‘Envergonhado’, Renato revela conversa de 1h30 com elenco

Nesta sexta-feira, o técnico Renato Gaúcho concedeu entrevista coletiva e falou sobre a goleada sofrida diante do Flamengo pela semifinal da Copa Libertadores, se disse envergonhado e revelou uma conversa de 1h30 com o elenco do Grêmio.

“Eu tive uma conversa hoje com o grupo, de aproximadamente uma hora e meia, mas essa conversa fica entre quatro paredes. Nós todos somos cobrados, somos empregados do clube e as cobranças são normais”, disse.

“Inclusive o grupo está de acordo que estivemos muito abaixo contra o Flamengo. Não estou dando desculpa, mas ninguém quer saber que o Grêmio jogou sem muitos jogadores importantes e, até tomar o gol, de igual para a igual com um time que tem base de seleção brasileira”.

Apesar de considerar os desfalques como importantes para o resultado, Renato também disse estar envergonhado com a forma que sua equipe foi derrotada no Maracanã.

“Nós estamos envergonhados, eu estou envergonhado e constrangido”, comentou. “O Grêmio foi para as cordas, não para a lona. Para a lona vão os covardes, os desesperados, os que não se garantem”.

O técnico também garantiu que não irá “eliminar nenhum jogador por vontade da torcida”.

“O Grêmio tem um grupo, e não podemos mais inscrever ninguém. Temos alguns atletas entregues ao DM. Mas esses jogadores que os torcedores estão pegando no pé, antes da partida estavam aplaudindo alguns. Se o jogador entrar em campo domingo, vai ser porque ele faz parte do grupo e tem total confiança do treinador, da diretoria e dos demais companheiros do elenco. Não adianta você querer eliminar um jogador porque o torcedor não está satisfeito com ele”, finalizou.

26/10/2019

Fechar