Conta de luz terá bandeira amarela em janeiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nesta sexta-feira, que irá aplicar a bandeira amarela no mês de janeiro. Isso representa um adicional de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em dezembro, o órgão também acionou a bandeira amarela.

A Aneel informou que a decisão se deve ao baixo nível de armazenamento dos principais reservatórios da região das hidrelétricas e pelo regime de chuvas significativamente abaixo do padrão histórico nessas regiões.

“A previsão hidrológica para janeiro aponta para a elevação gradativa dos principais reservatórios, mas em patamares abaixo da média histórica. Essa condição intermediária repercute na capacidade de produção das hidrelétricas, ainda demandando acionamento de parte do parque termelétrico, com impactos diretos na formação do preço da energia”, informou o órgão.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 pela Aneel como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia gerada por meio de usinas térmicas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração de eletricidade.

Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais térmicas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.

28/12/2019

Fechar