Artesanato de AL encerra 2019 com recorde em vendas: R$ 1,2 mi em comercialização

Com o encerramento da 30ª Feira Nacional do Artesanato, realizada em Belo Horizonte até o último domingo (8), o programa Alagoas Feita à Mão encerra um ciclo de sucesso em participações em feiras e eventos nacionais. Ao todo, os artesãos alagoanos participaram em 2019 de quatro eventos de porte nacional com o apoio do Governo do Estado, chegando a soma de aproximadamente R$ 1,2 milhões em produtos comercializados.

No comparativo com 2015, início do programa Alagoas Feita à Mão, coordenado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), o valor em vendas mais que duplicou, alcançando um crescimento de 171,5%. Com relação a 2018, foram R$ 160.426 mil a mais no número de vendas.

O circuito de feiras fora de Alagoas teve início no mês de maio, com o Salão do Artesanato em Brasília. Em junho, dez artesãos participaram da Feira Nacional de Negócios e Artesanato (Fenearte), em Pernambuco, uma das principais feiras para os artesãos alagoanos. Encerrando o calendário anual, as duas últimas feiras foram o Salão do Artesanato, realizado em outubro em São Paulo, e a 30ª Feira Nacional do Artesanato, em Belo Horizonte, que comercializou aproximadamente R$ 80 mil, levando o trabalho de 9 artesãos e associações produtivas do estado.

Adriana Gomes, presidente da Associação dos Artesãos do Pontal da Barra, ressalta a importância de participar dos eventos. “É uma oportunidade maravilhosa de divulgar o nosso bordado filé, natural de Alagoas, para todo o Brasil. Conheci outros trabalhos por lá, onde atuei promovendo as famílias do Pontal da Barra. Agradeço muito aos nossos parceiros. É extremamente importante para mim e para a minha associação levar a nossa produção para o mercado nacional”, comemora.

Além da participação em feiras nacionais, diversas ações locais foram realizadas para promover a divulgação do artesanato alagoano. O Alagoas Feita à Mão marcou presença em seis recepções de cruzeiristas no Porto de Maceió, além de participar de dez eventos realizados no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso com o caminhão loja.

Uma outra vertente de atuação do programa Alagoas Feita à Mão são as expedições de lojistas. In loco, proprietários de lojas de artesanato e galerias de arte de todo o Brasil conhecem a produção alagoana. Em 2019, as expedições comandadas pela Sedetur resultaram em mais de R$ 100 mil comercializados por artesãos locais.

“Foi um ano muito positivo para o artesanato alagoano, é mais um passo da consolidação da marca Alagoas Feita à Mão, com divulgação e promoção dos produtos artesanais. O planejamento de 2020 está ainda mais voltado para apoiar a comercialização, valorizando a atividade artesanal, fazendo com que a produção seja a fonte de renda dos artesãos”, informa a Gerente de Artesanato da Sedetur, Daniela Vasconcelos.

Para o final do ano, o artesanato terá, durante três meses, um espaço de comercialização no Maceió Shopping, no Lounge do Turista, iniciando 2020 já com novas atividades para valorizar e promover negócios no setor.

Ascom – 18/12/2019

Fechar