AL é 2º lugar do Brasil em ideias inovadoras com 1234 propostas empreendedoras

Alagoas provou numericamente sua vocação empreendedora em relação aos 16 estados do país que abriram o edital do Programa Centelha, voltado à inovação.

O estado foi o segundo colocado em número de ideias inovadoras submetidas, com 1.234 delas. Em primeiro, ficou o Espírito Santo, com 3.353 submissões, e ultrapassando as 1.219 propostas de Santa Catarina, de onde vem toda a expertise do Centelha.

Agora, o esperado é que as 28 melhores ideias que se destacarem da alta concorrência, em três etapas de filtragem e capacitações, tornem-se em 28 novas startups. O resultado da primeira fase, com as 200 melhores ideias, será divulgado em 20 de janeiro de 2020.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), a Fundação Certi (SC) e a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti Alagoas) visitaram as principais instituições de ensino superior públicas e privadas da capital, e o Cepa, mais 10 municípios do interior, onde estão sediados institutos federais e campi das Universidades Federal (Ufal) e Estadual (Uncisal).

Outro fator de sucesso foram os workshops de esclarecimentos e as oficinas de ideação, oferecidos de foram gratuita e aberta ao público, em vários espaços acadêmicos e de empreendedorismo em Maceió, ministrados por gestores do Fapeal, Fundação Certi e Secti Alagoas.

Aliados às aparições em rádio e TV, esses esforços de divulgação garantiram uma participação ativa de propostas sem vinculação institucional, no total de 542. Ou seja, a oportunidade foi além do público acadêmico e encontrou o empreendedor alagoano comum. As propostas submetidas vieram de 59 dos 102 municípios alagoanos.

O professor Fábio Guedes, diretor-presidente da Fapeal, definiu o resultado como “espetacular” e o creditou ao empenho da equipe técnica da Fapeal, ao sucesso na cooperação com a Secti, com a liderança da Secretária Cecilia Rocha, e as parcerias fundamentais.

“O governo Renan Filho tem demonstrado avanços em várias áreas, e a ciência, a tecnologia e a inovação é mais uma política pública que tem contribuído para o êxito de sua gestão”, comentou o gestor da Fapeal.

“Estamos bastante felizes e satisfeitos em saber que Alagoas atingiu esse resultado. O Programa Centelha é uma grande oportunidade para aqueles que desejam empreender e nosso Estado tem um grande potencial para isso. A sensação é de dever cumprido por realizarmos um trabalho que estimulou as pessoas e que vai fomentar grandes negócios”, declarou a secretária da CT&I, Cecília Rocha.

Ascom – 23/12/2019

Fechar